Centro para imigrantes em São Paulo também deverá ser espaço de articulação

Sin categoría

MigraMundo

Enquanto o Brasil carece de uma política migratória que garanta o direito humano do migrante, entidades da sociedade civil e instrumentos públicos já voltados para a temática fazem o que podem para amenizar o problema. E buscam na articulação, que ainda engatinha no campo político, a melhor forma de aprimorar e expandir suas ações.

Um exemplo dessa iniciativa aconteceu na última quinta-feira (5), durante encontro promovido pelo Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras) no centro para imigrantes da Prefeitura de São Paulo, do qual é a entidade gestora. Além de apresentar os serviços disponíveis no local e os resultados colhidos desde sua inauguração parcial, em agosto de 2014, o evento teve como finalidade aproximar as diversas entidades e pessoas envolvidas com a questão migratória em São Paulo.

Ver la entrada original 617 palabras más

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s